sexta-feira, 18 de maio de 2012

5 SENTIDOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Você está brincando no jardim e vê uma linda borboleta passando na sua frente. Em seguida sente o cheirinho daquele bolo maravilhoso que só a mamãe sabe fazer, você até sente o gosto, mas como ainda não dá para saboreá-lo, ouve seu amigo chamar e sai correndo na direção dele, ao se aproximar, ele mostra uma caixa de brinquedo e pede que você descubra qual é este brinquedo através do tato... São muitas sensações ao mesmo tempo e nós só conseguimos captar todas elas através dos órgãos dos sentidos, estruturas complexas que nos ajudam a perceber o meio em que vivemos e são essenciais para a maioria das tarefas que realizamos. Vamos agora caracterizar cada um dos órgãos dos sentidos.

Começando pela pele, que é o órgão responsável pelo tato e tem funções importantes, como manter os órgãos internos isolados do meio ambiente, ajudar no controle da temperatura do corpo eliminando o suor, proteger contra a invasão de micróbios que prejudicam o organismo, etc. Na pele que reveste os dedos há linhas tênues que formam as digitais, que são diferentes de uma pessoa para outra, portanto é uma característica pessoal.

O órgão responsável pela audição é o ouvido, que é uma estrutura complexa com a função de perceber os sons. As orelhas compõem a parte externa do ouvido e funcionam como um radar, captando todos os tipos de sons. O ouvido é muito sensível e sons muito aos podem provocar perdas auditivas... Portanto, tenha muito cuidado ao ouvir música em volume muito alto, pois isso pode ser prejudicial para você!

Com relação ao sentido do paladar, o órgão responsável é a língua, que identifica o sabor dos alimentos através das papilas gustativas, assim, em cada região da língua distingue-se um sabor. Quando você sente o cheiro de algum alimento que parece estar muito saboroso e diz que “dá água na boca”, pode crer que é verdade: isso acontece porque com o cheiro nosso organismo se prepara para comer e por isso libera mais saliva, dando a sensação de água na boca.

E por falar sentir em cheiro, sua percepção tem relação com o sentido do olfato e o órgão responsável é o nariz. Este órgão possui receptores que distinguem o tipo de cheiro e envia as informações para o cérebro, que guarda essa informação e quando cheiramos novamente a mesma coisa, de imediato essa memória é acionada para sua identificação. O olfato pode também servir de alerta sobre algum perigo próximo, como o cheiro de fumaça, que pode indicar um incêndio ou mesmo quando sentimos um cheiro diferente do normal em alimentos indicando que estão estragados.

Finalmente chegamos ao sentido da visão, cujos órgãos responsáveis são os olhos. Nossos olhos são muito sensíveis e precisam de proteção contra poeira e outros elementos que podem prejudicá-los, daí a importância das pálpebras, sobrancelhas e cílios que fazem essa proteção.

Curiosidades

· A pele é o maior órgão do corpo humano e corresponde 16% do peso corporal.

· O químico alemão Adolf Butenandt, descobriu que muitos animais liberam moléculas invisíveis e voláteis na época do cio para atrair o sexo oposto. A estas moléculas o cientista deu o nome de feromônios.

· Qualquer som de 90 decibéis para cima pode causar danos à audição, podendo inclusive pode ocorrer a surdez.




ATIVIDADES ...

CINCO Sentidos

Nas aulas de Educação Infantil é fundamental estimular a percepção através de atividades direcionadas aos órgãos dos sentidos e uma sugestão é fazer uma aula em que eles possam ter a consciência desses sentidos. Para isso você pode separar cinco carteiras e colocar em cada uma delas elementos que estimulem cada um dos órgãos dos sentidos:

Mesa 1: alimentos variados com sabor doce, salgado, azedo e amargo e pazinhas de sorvete. Dê preferência para alimentos pastosos.

Mesa 2: álcool, desinfetante, perfume, pasta de dentes, terra molhada e água.

Mesa 3: metal, madeira, gelo, plástico, vidro, recipiente com água quente.

Mesa 4: copos de vidro, aparelho de som e outros objetos que façam barulhos específicos.

À medida que os alunos vão identificando qual o sentido e cada órgão é estimulado em cada mesa, o professor coloca uma identificação do tipo “mesa da visão”, por exemplo. Este material pode ficar exposto na sala para trabalhos posteriores com as crianças.

Outra opção para trabalhar o tato é o jogo memória tátil, cuja preparação é muito simples: preparar vinte cartelas, divididas em 10 pares, cada uma delas tendo coladas ao fundo texturas diferentes (lã, seda, feltro, lixa, arroz, etc.). Os alunos com os olhos vedados devem procurar as cartelas pares. Vence quem conseguir o maior número de pontos.









0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu recado