domingo, 18 de abril de 2010

POESIA NA EDUCAÇAO INFANTIL II


Um poema para Sandra e Pedro -Gabriel O Pensador
Preto, branco

Branco, preto
Preto no branco
Branco no preto
Beijo, abraço
Abraço beijo
Beijo e abraço, abraço e beijo
Beijo e abraço e beijo

E o verde da esperança?
E o azul da cor do céu?
Ou azul da cor do mar
Porque o céu pode mudar
Fica azul quando tá sol
Fica cinza quando chove
Ou fica branco, bem branquinho.
Prarecendo de algodão
Também fica meio roxo, ou laranja, ou lilás
Quando o Sol tá indo embora e tá querendo ficar mais
Quando o Sol tá indo embora e tá querendo ficar mais
Avermelhado, parecendo um coração
É o sol que pediu pra pousar lá na varanda
Só pra poder iluminar o Pedro e a Sandra
É o sol que derrete a neve fria do rochedo
Só pra esquentar um pouco mais a Sandra e o Pedro
É preto
o peito do pé do Pedro é preto
É branca
A palma da mão da Sandra é branca

A Sandra é branca
O pedro é negro
E o Pedro e a Sandra ficam sempre de chamego

Preto, branco
Branco, preto
Preto no branco
Branco no preto
Beijo, abraço
Abraço beijo
Beijo e abraço, abraço e beijo
Beijo e abraço e beijo


Chatice
José Paulo Paes



Larga do meu pé,Jacaré

deixa de ser chato!

Se você tem fome,

então vê se come

só o meu sapato,

e larga do meu pé jacaré

e volta pro seu mato.




Passarinho fofoqueiro

José Paulo Paes

Um passarinho me contou
que a ostra é muito fechada,
que a cobra é muito enrolada,
que a arara é uma cabeça oca,
e que o leão marinho e a foca..
xô , passarinho! chega de fofoca!


Convite

José Paulo Paes

Poesia
é brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio,pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
que é água sempre nova.

Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?


Leilão de Jardim

Quem me compra um jardim com flores?

borboletas de muitas cores,

lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?

Quem me compra este caracol?

Quem me compra um raio
de sol?

Um lagarto entre o muro e a hera,

uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?

E este sapo, que é jardineiro?

E a cigarra e a sua
canção?

E o grilinho dentro
do chão?

(Este é meu leilão!)

CECILIA MEIRELES

2 comentários:

  1. amei, o conteúdo desse blog o professor muitas vez fica despercebido e não procura nossas ideias.pois aqui se encontra muitas novidades visitarei sempre esse blog.que muitos outro professores se tornem parceiros do mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo elogio Sueli e volte sempre

    ResponderExcluir

Deixe seu recado